Especificamente de onde saem tantos garotos e garotas a gente não tem certeza. Mas pude imaginar que dos quatro cantos da Salvador. Eles chegam de bairros e de subúrbios mais distantes. Entram “fazendo barulho” , nada de anormal e perfeitamente aceitável em se tratando da média de idade, que suponho não ultrapassar os vinte anos. Período da vida em que o agito faz parte mesmo.

Parece um encontro marcado, porque quase todos – tinha mais de quarenta jovens e adolescentes – se conhecem e lotam o espaço físico de reuniões da sede social do Grupo Gay da Bahia no Pelourinho.

Inclusive soube e constatei que são muito bem cuidados pelo GGB. Eles tem um dia especial por semana – dentro da programação e da rotina da entidade – específico para discutirem e se inteirarem da própria homossexualidade. Sempre as quartas-feiras onde recebem todo o tipo de apoio e orientação dos monitores à exemplo do Cristiano, que passa horas coordenando uma reunião informal em que é mostrado o modus operandi científico do correto uso dos preservativos e os estimula todo tempo à discussão e a reflexão de temas como “namoro”, “homofobia” e “inclusão social” dentre tantos outros. Cláudio, Denis e Otávio estão por perto e ficam de atentos para que não ocorram desatenções e que ninguém fique sem folhetos explicativos – material de excelente qualidade tanto de conteúdo científico quanto da qualidade de impressão – patrocinados pelo Pathfinder do Brasil.

O vontade de acertar é tão grande que os envolvidos no Projeto Se Ligue destinam especial atenção a formação do ser cidadão. Nos textos que tive acesso do “Juventude e Homossexualidade” e “Seja você mesmo” a constatação é óbvia “ a criança e o adolescente têm o direito à liberdade, ao respeito e à dignidade como pessoas humanas”.

Munidos desse farto material educativo ninguém pode dizer que saído do Se Ligue ficou á ver navios. Que foi uma tarde perdida ou que ficou deslocado ou posto pra escanteio na tal reunião. A dinâmica do estarem juntos no GGB é legal. Todos falam. Perguntam, tiram dúvidas, dão muitas risadas e dá prazer vê-los na jocosa irreverência. É tudo feito no Projeto para que o jovem gay ou a lésbica se sintam bem com a própria sexualidade.

Acredito mesmo que a informação é a base de tudo. A minha opinião enquanto visitante é corroborada com os depoimentos que tratei de tomar no local, entrevistando gente que freqüenta o Se Ligue e todos se mostraram sinceros ao creditar pontos positivos a esta iniciativa.

Também pude entender que no futuro o Se Ligue pretende alçar vôos maiores, depois do Se Ligue I e II há a proposta de se atuarem junto à escolas – na tentativa de “mobilizar professores do ensino de I e II graus para desenvolverem atitudes positivas frente aos alunos com orientação sexual minoritária e não hegemônica”.

Voltar ao Se Ligue e de vez em quando para ver o que estão fazendo é também uma forma de incentivá-los. Foi uma visão da competência e do altruísmo enxergar tantos jovens sendo ajudados no que lhes é mais importante: o valor da vida. A grande viagem do dia da reunião que assisti, foi a da felicidade do prazer consciente – o gozo responsável.

Diminuir a incidência de DSTs/HIV e AIDS junto a jovens homossexuais é inquestionavelmente importante. É aí que reside a beleza e valor desta iniciativa do Grupo Gay da Bahia. O Se Ligue é um projeto salvador, que tenta salvar da dor quem no vigor da juventude necessita urgentemente banir a ignorância. Portanto estão juntos e são parceiros, nesse mutirão cultural pelo sexo sem riscos, o USAID e CREAIDS que ajudam em muito a construção do amanhã destes jovens.

Confira mais fotos:

PROJETO SE LIGUE

O projeto inicia em outubro de 2002 e terminou em setembro de 2003, foram feitos 72 intervenções, distribuímos 8.230 preservativos e também atendemos este mesmo números de pessoas entre outubro de 2002 à setembro de 2003, fizemos 50 oficinas em escolas publicas distribuímos 7.188 preservativos nestas oficinas, distribuímos 3.765 alunos nestas oficinas, reuniões na sede do GGB 48 reuniões, 4.451 preservativos distribuímos nestas reuniões, 1.603 jovens atingidos nestas reuniões.

Houve uma continuidade do projeto em setembro de 2003 á agosto de 2004, chamado de Projeto Se Ligue II, 42 intervenções, distribuímos 8.076 preservativos e atendemos o mesmo numero de jovens, 63 oficinas em escolas públicas, 10.066 preservativos distribuídos nas oficinas, 3.236 alunos atingidos, reuniões na sede do GGB 43 reuniões, 8.973 preservativos distribuídos nestas reuniões, 2.099 jovens atingidos nestas reuniões.

O projeto tem uma nova continuidade mas não temos dados, pois está reiniciando suas atividades esperamos atingimos um numero maior de pessoas informando sobre a verdade sobre a homossexualidade mudando está idéia de marginalidade, das pessoas têm dos homossexuais, onde esperamos atingir um numero maiores de jovens gays informando sobre aids/dst, auto estima a respeito da sua própria orientação sexual.

E agora com este link dentro do site marccelus, esperamos ter um acesso de maior abrangência dos jovens gays e lésbicas, onde conhecerá o projeto se ligue. Nos do Projeto Se Ligue agradecemos a você por este trabalho, pode conta com a gente.

Contato: seligue2@hotmail.com

Os Apoiadores do Projeto Se Ligue

Leia Mais:

Contato: seligue2@hotmail.com

Apoio tecnico: Pathfinder /Apoio financeiro: USAID