Somente de Waltinho e merecidamente à sua musa Inah Santiago, a saudosa mamãe, foram todos os aplausos do Show Fabuloso, em comemoração aos 25 anos de carreira de Dion. “Com ela aprendeu a transpor os obstáculos e a enfrentar todas as dificuldades”. Quem sai aos seus não degenera, já nasce herói.
Se da memória, o implacável tempo ou o nosso covarde conformismo, os apagarem - da nossa razão de ser, nunca serão extintos, queiramos ou não. São como a tatuagem que trazemos na pele ou quem sabe, uma sombra que nos acompanha reclamando ser vista. Vítimas de uma barbárie, como nós também homossexuais, mortos pelo ódio e pela aversão anti-gay que tem um nome: Homofobia.
Vou contar um segredo que só o Bispo sabe. Ela mesma, a impoluta estátua do Dom Sardinha – o que foi comido por índios antropófagos, toda em bronze e bastante fechativa, que tem assistido - todos os dias - o entra e sai de homens baianos gostosões e super sarados de um único lugar: o Edfício Thêmis. O que será que tem lá?
O Beagay é na WEB, aquele cantinho de Minas que gente reserva no coração. Osmar Resende, já virou um símbolo da militância neste país, e tem dado mostras de ser, um exemplo de incansável batalhador e juntamente com uma nata pensante mineira, que não deixa nunca a peteca cair quando o assunto é visibilidade GLSB
Bom, conseguimos não sei como, sensibilizar uma simpática criatura da Tasmânia. Quem maliciosamente pensou no fofinho mas carniceiro marsupial “Diabo-da-Tasmânia” se enganou redondamente. Pelo contrário. Este alguém de lá entrou no Portal Marccelus e fez o contato conosco. Se trata do artista transformista conhecido como “The Dame”.
Com as alpargatas em prosa, nós que somos desta Bahia das letras – a mesma nação acarajé e mãe de um Castro Alves, Antônio Short e Wally Salomão, vamos aproveitar o momento e dar um aperto de mãos. Dizer um sincero “prazer em te conhecer” ao poeta: Valdeck de Jesus.
O sonho do pai era que a Ema fosse professora. Mas a bêbada queria mesmo era cantar. Ser mulher e artista naquela época era sinônimo de prostituição. O velho pai, Seu Matias, morria de desgosto. Nunca teria a filha no magistério e Ema, cada vez mais frustrada, se acabava no conhaque. "Pois é minha gente, eu gosto mesmo é de beber, sofrer e cantar".
A beira da piscina numa ensolarada tarde de Domingo. Assim foi comemorado o Caruru para Cosme e Damião feito no capricho pelo nosso "Arroz de Festa" Gls, David Aranha.
Especificamente de onde saem tantos garotos e garotas a gente não tem certeza. Mas pude imaginar que dos quatro cantos da Salvador. Eles chegam de bairros e de subúrbios mais distantes.
Como nem tanto ao amor ou nem tanto à guerra, o certo era que os bons motivos não faltavam. Um deles era a grita do nosso inconformismo. Afrontar e contradizer. Não queríamos de modo algum desperdiçar muros vazios ou ignorar um out door convidativo. Recusar espaços visíveis? Isto não. A paredes e os muros estavam lá e pareciam nos desafiar.