VII Concurso de Fantasia Gay da Bahia

2004 – “VIVA O POVO BRASILEIRO”

festivalfantasias153Há sete anos, o carnaval de Salvador se tornou mais atrativo, passando a explorar temas. Depois das baianas do acarajé, da África, da paz, dentre outros, esta é a vez de homenagear a formação étnica e cultural da população brasileira. No grande palco em que se transforma Salvador no período carnavalesco, manifestações culturais e representações folclóricas de todo o país prestarão a grande homenagem ao povo brasileiro.

 

Concurso de Fantasia Gay às 18h na Praça Municipal

23/02/2004 – 17h49m – ibahia.com

festivalfantasias102O Circuito Batatinha (Centro Histórico) será palco nesta segunda-feira do Concurso Nacional de Fantasia Gay. Organizado pelo GGB (Grupo Gay da Bahia) e apoiado pela Prefeitura Municipal de Salvador, através da Emtursa, o concurso está em sua sétima edição e atrai anualmente participantes de diversos estados brasileiros.

Mais de 30 concorrentes disputarão prêmios no valor de R$5 mil (primeiro lugar), R$3 mil (segundo lugar) e R$2 mil (terceiro lugar); e originalidade, com prêmios de R$4 mil (primeiro lugar), R$3 mil (segundo lugar) e R$2 mil (terceiro lugar). O concurso acontece na Praça Municipal, a partir das 18h,

festivalfantasias62

com direito a montagem de passarela e tapete vermelho na frente do Elevador Lacerda.

Todos os anos, o Desfile Gay reúne o que há de mais luxuoso e sensual na cultura gay brasileira: variado show de transformistas e travestis. A apresentação fica a cargo da mais famosa transformista baiana, Bagagery Spilberg, e do Presidente do Grupo Gay da Bahia, Marcelo Cerqueira. Sete jurados se encarregarão do julgamento, incluindo dondocas, socialites e artistas.

festivalfantasias128

Festival Gay é luxo e descontração

A TARDE, 25/02/2004

Mais de cinco mil pessoas foram à Praça Municipal para curtir o animado show das “meninas” e conferir as belas alegorias

JOSÉ BOMFIM

festivalfantasias135Luzes, música, plumas – muitas, em algumas fantasias havia mais cinco mil plumas de pavão e avestruz – e alegria. Foi assim o 7º- Festival Nacional de Fantasia Gay, realizado na segunda-feira, no início da noite, na Praça Municipal. O espaço entre o Elevador Lacerda, o Palácio do Rio Branco, a prefeitura e a Câmara Municipal foi pequeno para a multidão que vibrou com as performances de drag-queens e dos “desfilantes” profissionais. Mais uma vez, Pernambuco deu as cartas, com um maior número de vencedores.“Eles têm mais tradição em desfiles dessa natureza”, disse o antropólogo Luiz Mott, fundador do Grupo Gay da Bahia (GGB).

O concurso, promovido pelo GGB, e pela prefeitura e a Empresa de Turismo de Salvador (Emtursa), teve duas categorias: luxo e originalidade. Em luxo, o campeão foi o pernambucano de Itapisuna Sandro Antônio de Farias, 28 anos, com a fantasia Mitologia Indiana. O prêmio foi de R$ 5 mil. Em segundo lugar, Rita Clemente, 50 anos, de Recife, com a fantasia Sua Majestade a Folia, faturou o prêmio de R$ 3 mil.

festivalfantasias110O terceiro colocado foi Luiz Carlos Barreto, 55 anos, também da capital pernambucana. Ele conquistou os R$ 2 mil de prêmio com a fantasia Joana D’Arc. BICHO DE PELÚCIA – Na categoria originalidade, o baiano de Feira de Santana Duda Weshlley, de 24 anos, foi o campeão, com a fantasia Bicho de Pelúcia. Prêmio de R$ 4 mil. Em segundo lugar, o pernambucano Romero Luiz, 62 anos, desfilando de Centauro e faturando R$ 3 mil. O terceiro colocado foi o baiano Sandro Costa, com a fantasia A Gatinha. Prêmio de R$ 2 mil. Policiais que fizeram a segurança em volta da passarela de 18 metros de comprimento (à frente das escadarias da prefeitura) estimaram em mais de cinco mil pessoas o público que compareceu ao desfile. Sem nenhuma demonstração homofóbica, as pessoas queriam mesmo era curtir o show das “meninas”, como eram graciosamente chamadas as estrelas do desfile.

festivalfantasias36Responsável pela produção do desfile, o presidente do GGB, Marcelo Cerqueira, destacou o ambiente de respeito que uniu heteros e homossexuais sob a bandeira das cores do arco-íris do GGB. Luiz Mott, entusiasmado com o clima de alegria, anunciou ao microfone no melhor estilo de quem narra um gol: “A Bahia é gay”. BAGAGERIE – Depois de desempenhar o papel de mestre-de-cerimônias, Marcelo Cerqueira passou o microfonepara a drag-queen Bagagerie Spielberg. O espetáculo estava completo.

Completamente desinibida, ou seria desinibido? Bagagerie brilhou. Brincou com policiais, fez piadas para o grande público de turistas e moradores dos bairros Uruguai, Mussurunga, São Caetano e de outras áreas da periferia da cidade. festivalfantasias104Depois, a apresentadora, ou apresentador, chamou as performáticas Fabiane Galvão, Dion, Malba Talban, Rosana, Andreza Lamarke, Tracy Whitney e Aisha Poltergeist, que cantaram músicas de Daniela Mercury, Gal Costa e algumas do frevo pernambucano.

Aplausos, gritos, vivas. Foi a consagração para todas. Fabiane, emocionada, dedicou o sucesso à sua mãe. “Minha mãe, este show é seu, sempre foi”, disse. A contente senhora fez Ok com o polegar direito. Bagagerie completou: “Mãe é tudo!” Em seguida, foi a vez do desfile. Um trabalhão para os sete jurados. A busca pelos prêmios e a chance de mostrar seus dotes artísticos fizeram do desfile um luxo, garantia um dos jurados

festivalfantasias139

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>